Crise no relacionamento
Casamento em Crise?

Casamento em Crise?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Por menos romântica que seja a mulher, em algum momento da vida já pensou que sua maior conquista seria encontrar o “príncipe”, levá-lo para o altar e que a partir dali “viveriam felizes para sempre”. A culpa talvez seja dos malditos contos de fada que nunca contaram se a Cinderela ou a Branca de Neve tiveram filhos, se cuidavam da casa ou se brigavam por bobeiras ou se escolheram o príncipe certo. Casamento em crise?

Os livros não dizem, mas consultamos alguns especialistas que nos deram dicas para sabermos quando o relacionamento está em crise e principalmente como sair dela. Fique com a gente!

Vida a dois

A maioria de nós só percebe o que significa vida a dois quando volta da lua de mel. É quando acaba o encanto e começa a dura realidade. A rotina de dormir e acordar com a mesma pessoa todos os dias, compartilhando sentimentos que vão do mau humor matinal ao cansaço sem tamanho do fim do dia não é nada fácil.

Seres individuais que viviam com suas famílias, ou sozinhos, talvez nunca se tenham visto do jeito que são de verdade. Manias como “só vou ao banheiro há esta hora”, ou “não fure a manteiga”, ou “olha como você espreme a pasta de dente”, além das toalhas molhadas na cama podem deixar qualquer um louco e acaba sendo uma porta aberta para os desentendimentos.

Vida a dois

Mas o maior de todos os problemas é o de achar que um é capaz de ler a mente do outro. Vou contar um segredo: ninguém lê mentes! Soltam frases como: “ele não percebe que eu queria que estivesse comigo?” ou “Será que ele não vê que estou chateada?” Não, ele não vê. Ele sequer nota quando você corta o cabelo! Se quiser ter um relacionamento saudável, longe das mágoas, comece a se comunicar. Vi casais maravilhosos terminarem sem nem saber o motivo por falta de comunicação. Falo sobre expressar o que sente inclusive em relação às manias dele. Se algo que te incomoda só tem um jeito de resolver: fale. Escolha as palavras para não entrar numa briga à toa, mas diga o que sente.

Converse sobre as coisas ruins, mas fale das boas também. Se comunicar é se abrir. Mostrar quem é dizendo o que gosta, os seus planos, o seu dia… tenha no seu companheiro um amigo, pois com o tempo o que sobra de um relacionamento é a amizade!

Casamento em crise

Casais que não se comunicam que não se expressam facilmente entram em crise no casamento. O silêncio afasta as pessoas que com o passar dos meses, não se reconhecem mais. Andam em sentidos diferentes e sabemos que para um relacionamento dar certo ambos devem olhar para a mesma direção.

Em um relacionamento em crise os parceiros param de trocar informações sobre suas vidas. Já pensou ficar sabendo da promoção ou outro assunto da vida profissional do marido por um colega ou por alguém da família?

É importante saber que como nós, a nossa vida conjugal também tem fases. O estresse ou problemas no trabalho e até mesmo de saúde podem abalar as estruturas de um casamento. Se estiver vivendo em um momento destes espere passar. Se for só uma fase, quando o problema for resolvido, vocês facilmente voltarão a se entender. Mas enquanto espera, fale com seu parceiro. Se o afastamento for da parte dele, mostre que está por perto para quando ele precisar. Se for da sua parte, explique o que tem na cabeça e peça que fique ao seu lado. Com amor tudo se resolve!

Problemas no casamento

Problemas no casamento

Realmente não é fácil manter a vida a dois, mas saiba que todo relacionamento passa por altos e baixos. O psicólogo e mestre em cognição e linguagem João Oliveira, autor de “Saiba Quem Está à Sua Frente” (Wak Editora), explica que o corpo fala e que podemos através desta linguagem entender se o relacionamento está de fato passando por uma crise. Veja abaixo algumas dicas:

  • Não olhar diretamente nos olhos do outro pode indicar que as coisas não estão bem. Segundo João Oliveira, evitar o olhar do outro significa que pode estar ocultando algo, principalmente se estiver olhando para baixo com os ombros encolhidos.
  • Deixar de se tocar e de se beijar é outro indício de que o relacionamento não vai bem. O psicólogo explica que o carinho ou toque despretensioso sem segundas intenções, indica carinho e afeto e a falta dele é sinal de alerta.
  • Muitos casais talvez discordem, mas não andar de mãos dadas é, segundo o terapeuta, o principal sinal de que não existe carinho nesta relação. “Pessoas realmente envolvidas quase sempre andam de mãos dadas ou pelo menos, mais próximas do que o normal”. Outros especialistas ainda completam que não só dar as mãos, mas a forma como o fazem podem revelar como está a vida sexual dos dois. “Quando está bem sexualmente, o casal tende a entrelaçar os dedos ao dar as mãos”.
  • Cruzar os braços e esconder as mãos por baixo revela agressividade reprimida. “Quem faz isso não gosta de quem está a sua frente e esconde a raiva com as mãos por baixo dos braços cruzados”, diz João Oliveira.
  • Estar com as pontas dos pés viradas para a porta ou para o lado contrário do companheiro. “Olhando para os pés, pode-se ter ideia se um casal está ou não em sintonia. Se eles estão conversando, mas os pés apontam em outra direção, a relação já não está carregada de desejo”, diz. Importante lembrar que segundo o psicólogo, a análise deve ser feita observando o pé esquerdo no caso dos destros e o direito no caso de pessoas canhotas.
  • Expor as palmas das mãos em uma conversa indica honestidade mas, “Se as palmas das mãos estão sempre ocultas, ou nos joelhos, por exemplo, é sinal de que algo está sendo escondido, o que não é um bom sinal para a relação”.

Como salvar um relacionamento

Se as informações acima te levam a crer que vive em uma crise, veja abaixo algumas dicas que te ajudarão a mudar o comportamento e cultivar um relacionamento saudável e feliz.

Chega de cobranças

Sabe aqueles casais que vivem gritando, se agredindo e, que jogam na cara tudo o que fazem exigindo o mesmo do outro? Se você é deste tipo preste atenção: As pessoas são diferentes. O que é importante para você pode passar longe da lista de prioridades do outro. Então se decidir preparar o almoço, arrumar a casa, lavar e passar a roupa dele, organizar o armário por cor, etc., faça com o maior carinho do mundo mas, nunca espere nada em troca. Amor, carinho e atenção existem para serem distribuídos e quem doa, deve se sentir feliz por isso. Se achar que ele deve fazer algo em troca, reavalie sua postura. Ninguém deve nada a ninguém. Da mesma forma que quer que te amem do jeito que é, faça o mesmo.

Crise no casamento

Certa vez em uma entrevista, a esposa de Jorge Amado, Sra. Zélia Gattai (ficaram juntos de 1945 a 2001 quando do falecimento do escritor) foi questionada sobre o segredo de um casamento feliz e duradouro. Com um sorriso no rosto ela respondeu: “Quando ele deixa as toalhas molhadas em cima da cama, eu recolho”.  E concluiu  “A vida é muito curta para brigar por causa de toalhas não é mesmo?”.

Chega de jogos emocionais

Quando assumimos uma vida a dois, isto deveria ser verdadeiro, sem máscaras, disfarces ou jogos. Sentir vontade de dar um beijo no marido e não fazer para se vingar porque ele chegou tarde é se privar de viver momentos maravilhosos. Deixar seus monstros te dominarem fazendo de sua vida um inferno só para fazer a vida do outro um inferno, não é casamento nem aqui nem na china. Esqueça os clichês, o que vão dizer e viva seus sentimentos. Se quiser dar carinho, dê. Se quiser ligar, ligue. Não faça jogos e não aceite que joguem com você. Faz parte do crescimento também o amadurecimento emocional. Busque isso.

Preste atenção aos detalhes

Salvo os casos de traições ou violência, os casamentos não se acabam de um dia para o outro. Eles se deterioram com o tempo. São pequenos detalhes que vão pesando e um dia desmoronam. O atraso para o jantar que você diz deixar pra lá mas, que remói com o travesseiro ou com as amigas. Aquela ligação que ele foi atender no escritório longe de você. As frases atravessadas, o silêncio ou o comentário impróprio. Estas coisinhas podem parecer besteiras mas, se te incomodam devem ser postas para fora. Não deixe que os detalhes atrapalhem sua relação.

Homem perfeito não existe

Logo no início comentei sobre encontrar o príncipe e claro que fizemos uma analogia. Acontece que algumas mulheres de fato esperam pelo conto de fadas de tal forma que não aceitam ou entendem o amor real de alguém. Acham que o relacionamento chegou ao fim porque não sentem mais aquele frio na barriga quando deram o primeiro beijo, ou quando namoravam. Com esse pensamento casamento em crise na certa.

Esperam um amor de cinema, achando que passariam o resto de suas vidas suspirando pelos cantos. É amiga, guarde os suspiros para quando for assistir filme romântico! Os encantos da primeira vez são para a primeira vez, não para a segunda ou terceira… O fato de não sentir paixão não significa que não o ame mais. À medida que as relações vão amadurecendo a paixão louca vai embora e dá lugar a sentimentos mais valiosos como o companheirismo. Imagina poder contar com alguém para segurar a sua mão quando recebe uma notícia ruim, ou passar a noite em claro ao seu lado esperando a febre do bebê passar?

Aprenda a conviver com os defeitos

“Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário, os honestos, simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo a porta”.

Este é um trecho da crônica de Arnaldo Jabor chamada Crônica do Amor e fala justamente sobre amarmos os outros por seus defeitos. Aqueles que nos fazem rir nas reuniões de família. Ninguém é perfeito e se vocês estão juntos é porque deveriam estar. E que se ele disse que te ama, acredite. Não existem defeitos em você que não possam ser aceitos também.

Seguir na mesma direção

E para finalizar, faça o seguinte exercício: se imagine daqui a 5 anos. Esta pessoa cheia de defeitos que dorme ao seu lado e que você ama apesar dos roncos está lá? Se tiver coragem (é melhor que tenha!) faça a mesma pergunta pra ele. Se os dois, apesar de tudo ainda se veem juntos, que assim seja. Se aceitem como são ou com as mudanças que a vida lhes proporcionou. Se deem as mãos, conversem bastante e continuem juntos. Não vale a pena tomar decisões baseadas em raiva ou no que as pessoas querem que você faça. Abrace seu homem e seja feliz!

Vida conjugal

Mas se do contrário, ao se imaginar em seus projetos, viagens, etc., esse homem tenha desaparecido, talvez seja a hora de seguirem separadamente. E se a decisão for pela separação vai um conselho: tome você uma atitude. Vários especialistas concluíram que a mulher é quem determina quando um relacionamento começa e também quando acaba. Não espere pela sua felicidade! Tenha coragem e continue a sua caminhada. Mesmo que sozinha!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Artigos Relacionados

2 Comentários

  1. Flavia

    23 de junho de 2017 a 11:02

    Gostei.

    Responder

    • Sobre Relacionamento

      12 de julho de 2017 a 15:11

      Que bom que gostou, Flavia. Venha sempre nos visitar :)

      Responder

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Facebook

Seja Uma Mulher De Sucesso

Produtos para bebês e crianças 70% mais barato?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×